QUE A LUZ DA TUA PRESENÇA BRILHE NO MEU CÉU INTERIOR

Um Curso Em Milagres é um curso em mim e em ti.
É a resposta para o que buscamos e a certeza de que a Fonte está aqui e agora.

EU ME AQUIETAREI POR UM MOMENTO E IREI DE VOLTA PARA CASA.

Por que eu escolheria ficar mais um momento onde não é o meu lugar, quando o próprio Deus Deu-me a Sua Voz para chamar-me de volta à casa?

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O TESOURO DE DEUS


Escuta a história do filho pródigo e aprende o que é o tesouro de Deus e o teu: esse filho de um pai amoroso deixou a sua casa e pensou que tinha dissipado tudo em troca de nada de valor, embora na época não tenha compreendido essa falta de valor. Ele tinha vergonha de retornar para seu pai, porque pensava que o tinha ferido. No entanto, quando veio para casa, o pai lhe deu as boas-vindas com alegria, porque o próprio filho era o tesouro de seu pai. Ele não queria nada mais.Deus só quer Seu Filho, porque Seu Filho é Seu único tesouro.
T8.VI.4

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

ESCOLHE OUTRA VEZ


"Escolhe outra vez" ainda é sua única esperança.

A escuridão não pode ocultar as dádivas de Deus

a menos que você queira.

 

Em paz eu venho, e o incito agora

a fazer um final para o tempo

e dar um passo na eternidade comigo...

 

Segure minha mão conforme você retorna,

porque nós vamos juntos.

 

Agora, os anfitriões do céu vêm conosco,

para limpar todos os vestígios dos sonhos

e todo pensamento que repouse na nulidade.

 

Como você é caro para Deus,

Que pede apenas que você caminhe comigo

e traga Sua luz para um mundo doente,

que o medo esvaziou de amor,

vida e esperança.

 

(Helen Schucman - As Dádivas de Deus, p. 117).

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

ORAÇÃO A UM IRMÃO



Existe um fim para o pesar. O que foi feito

Será desfeito. Os brinquedos transitórios de ódio

Vão retornar ao pó. As coisas do tempo irão murchar

E se desvanecer na nulidade. A noite

Dos sonhos maus vai gentilmente se render à luz.


Todas as coisas que Deus não criou vão terminar

Como começaram, em segredo e em vergonha,

As quais, nunca tendo nascido, não podem se opor

À Vontade santa de Deus de deixar o perdão emoldurar

A face de Cristo, Que entra em Seu Nome.


Que necessidade temos de deixar o perdão vir?

Nada. Só precisamos entender que nós

E todo o mundo junto conosco somos o sumo

De toda promessa de salvação. Eu sou aquele

Que fala o Verbo de Deus, e você junto comigo.


Existe um fim para o pesar. Na Vontade de Deus

O Cristo serenamente repousa. O Filho santo de Deus

é tudo o que a criação é, pois ele ainda é

como Deus o criou. Para sempre um,

seu Verbo é imutável; quando é falado, é cumprido.


O tremeluzir de um instante permanece entre

Nós e a salvação completa. Precisamos nós fazer

Mais do que o que Deus pede? A face de Cristo é vista

E então não é vista para sempre. O pesar também

Desapareceu, e eu junto com você.


Helen Schucman (As Dádivas de Deus, p. 63).

quinta-feira, 26 de maio de 2011

MILAGRES COMO PERCEPÇÃO VERDADEIRA

Para tudo o que vejo eu dou o significado que quero. 


É meu o poder de dar significado a tudo o que vejo.

O reconhecimento desse poder me torna capaz de ver só o que existe, o que é real e inocente.

Primeiramente eu olho para as criações equivocadas e reconheço qual é o significado que tenho dado a elas para, em seguida, escolher ver a verdade.

Se nada a não ser a verdade existe, o modo de ver da mentalidade certa não pode ver nada a não ser a perfeição.

Porque sou o sonhador do sonho, tenho a liberdade de dar significado a tudo o que vejo. Nesta liberdade eu reconheço que só há uma Mente e uma só Vontade.

Quando a vontade da Filiação e a vontade do Amor são uma só, o acordo perfeito entre elas é o Céu.

Ver a verdade no outro é fazer uma oferta de amor, é oferecer milagre.

Porque aceito a inocência que há nele, ele a verá.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

A PERCEPÇÃO INOCENTE

EXPIAÇÃO SEM SACRIFÍCIO

 

A crença na escassez faz pensar que é necessário pagar para “expiar os pecados”.

MEU PAI É AMOR! Nenhum senso de necessidade é significativo diante desta verdade. MEU PAI É AMOR!

Esqueçamos pois a idéia de que é necessário o sacrifício, a perda, a dor, o sofrimento para se conseguir o “perdão dos erros cometidos”.

Como poderia o Amor retribuir o mal com o mal?

Jesus disse para sermos misericordiosos até mesmo como nosso Pai no Céu.

A misericórdia nunca exige sacrifício para que as dádivas de Deus (a extensão do Amor) sejam recebidas.

A ressurreição de Jesus estabeleceu a nossa inocência e não a crucificação.

A mente inocente (o cordeiro de Deus) tem tudo e por isso é incapaz de sacrificar qualquer coisa.

A mente inocente só pode honrar as outras mentes porque a honra é o cumprimento natural dos verdadeiramente amados para outros que são como eles.

Namastê

sábado, 26 de março de 2011

O SIGNIFICADO DO JUÍZO FINAL

O juízo final é uma cura final e não um acerto punitivo.

O objetivo do juízo final é restaurar a mentalidade certa.

Ele vem quando toda a Filiação, cada parte dela, lembrar Quem a criou. Lembrar que é uma criação do Amor e que portantor5 não há falta alguma. Nenhuma crença em necessidades pode pertencer à realidade.

NÃO PODES SUBMETER A TI MESMO AO TEU PRÓPRIO JUÍZO FINAL PORQUE TU NÃO ÉS CRIAÇÃO TUA.”

terça-feira, 22 de março de 2011

CAUSA E EFEITO

Eu estou no controle dos meus pensamentos. Esta é uma verdade que preciso reconhecer. 

Sou livre para escolher entre pensamentos milagrosos e pensamentos de medo.

Enquanto eu acreditar no medo ou no incompleto, estou acreditando no nada.

Mas posso vigiar a mente com suficiente cuidado e habituar-me ao pensamento da mente disposta ao milagre. 

Assim evito os pensamentos equivocados que têm como efeito o medo.

Se trabalho em milagres realizo plenamente o poder do pensamento e vejo expressões de amor como resultados.
 
Todas as expressões de amor são máximas.

A única Causa tem um único Efeito

O Pai e o Filho

O Amor e o Filho do Amor


segunda-feira, 7 de março de 2011

MEDO E CONFLITO

Hydrangeas

Pensamentos de medo levam a comportamentos insanos. Não é no nível do comportamento que deve ser colocada a correção, mas sim no controle dos pensamentos basedos no medo.

Eu sou responsável pelo que penso e somente neste nível posso exercitar a escolha. É só neste nível que a correção pode ser feita.

Meu comportamento é resultado do que eu penso. A minha disponibilidade em colocar meus pensametos sob a orientação de Jesus tem como resultado atos construtivos que estão em harmonia entre o querer e o fazer, entre pensamento e ação.

Apenas minha mente pode produzir medo e ela faz isso sempre que está conflitada quanto ao que quer.

O que pode o Filho do Amor querer senão estender o seu Ser? O Amor me criou como Ele mesmo, portanto, estender a felicidade é a minha vontade unida com a do meu Criador. E todas as ações vindas desta consciência são efeitos  da liberação do medo e da ausência de conflito.

Estender a felicidade é a meta unificada que harmoniza o querer e o fazer.

Só posso estar em conflito quando escolho não amar e para corrigir isso é preciso que eu reconheça que fiz esta escolha.

O único remédio para a falta de amor é o amor perfeito e o amor perfeito é a Expiação. O medo é abolido da minha mente quando aceito a Expiação para mim mesmo, pois onde há amor perfeito não há medo.

O medo leva a ações insanas que são contrárias à Vontade Unificada (Amor). Isso gera conflito e o remédio é o retorno ao amor.

O sistema de pensamento baseado na separação reforça o senso de necessidade, a culpa e o medo.

Agir insanamente é o resultado do sistema de pensamento baseado na separação.

A Vontade Unificada estende o Ser e perder a consciência do que sou resulta em medo. A origem do medo vem da crença na separação, na crença de que tenho uma vontade separada daquele que me criou como Ele mesmo.

O reconhecimento da unidade da Filiação e da Vontade unificada com o Pai, que é Amor, torna impossível qualquer senso de necessidade e, portanto, qualquer vestígio de medo.

O Amor me criou como Ele mesmo.

Eu sou como Deus me criou.

Somos Um com Aquele que é a nossa Fonte! 

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Um Curso Em Milagres - Onde havia escuridão eu contemplo a luz.wmv

A FUNÇÃO DO TRABALHADOR DE MILAGRES

As criações equivocadas da mente nos aprisionam. Elas nos colocam em um estado onde a extensão do Amor, que é a nossa essência, não é experienciada.  
Por que ter medo da liberação, por que ter medo de usar a mente para curar se as criações equivocadas na realidade não existem?

Se estou "doente" é por manter pensamentos equivocados na mente. Mas pensamentos equivocados podem ser corrigidos. A cura vem da liberação desses pensamentos. Basta entregar todos eles ao Espírito Santo e soltar todos os julgamentos e crenças de forma que Ele mostre o caminho. Assim, a mentalidade certa é restaurada em mim e no meu irmão.

"A caridade é uma maneira de perceber a perfeição no outro mesmo quando não podes percebê-la em ti mesmo."

A cura baseia-se em perceber a perfeição no outro, pois sempre que ofereces um milagre a um outro estás encurtando o sofrimento dele e o teu. Isso corrige tanto retroativa como progressivamente.

Tu podes fazer muito em favor da tua própria cura e da dos outros se, em uma situação que 
necessite de ajuda, pensares deste modo: 

Eu estou aqui só para ser verdadeiramente útil. 
Estou aqui para representar Aquele que me enviou. 
Não tenho de me preocupar com o que dizer ou o que fazer, porque Aquele que me enviou me dirigirá. 
Estou contente por estar onde quer que Ele deseje, sabendo que Ele vai comigo. 
Serei curado à medida que permitir que Ele me ensine a curar.  (T-2.V.8)

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

A CURA COMO LIBERAÇÃO DO MEDO


O poder curativo do milagre é expressado quando aceito o perdão de forma completa.
Quem faz a doença e a morte não é o corpo e sim, pensamentos baseados no medo.
Milagres curam porque negam a identificação com o corpo.
Milagres liberam o medo porque afirmam a identificação com o espírito.
Deus seja louvado, porque criou a perfeição.