QUE A LUZ DA TUA PRESENÇA BRILHE NO MEU CÉU INTERIOR

Um Curso Em Milagres é um curso em mim e em ti.
É a resposta para o que buscamos e a certeza de que a Fonte está aqui e agora.

EU ME AQUIETAREI POR UM MOMENTO E IREI DE VOLTA PARA CASA.

Por que eu escolheria ficar mais um momento onde não é o meu lugar, quando o próprio Deus Deu-me a Sua Voz para chamar-me de volta à casa?

domingo, 17 de maio de 2015

Aos teus olhos cansados eu trago a visão de um mundo diferente, tão novo, tão limpo e fresco, que esquecerás a dor e a tristeza que viste antes (T-31.VIII.8:5-7). Nessa visão, todas as pessoas são vistas como uma, unidas em compartilhar: a mesma insanidade de separação que nos levou, no início, a adormecer e sonhar com esse mundo de interesses separados e exclusivos, no qual, no final, todos perdem; a mesma necessidade de despertarmos desse sonho de perda e dor, sofrimento e morte; e, finalmente, o mesmo Ser que sempre esperou além do sonho pelo nosso retorno ao Lar que nunca verdadeiramente deixamos. É através do nosso perdão a todos os que percebemos erroneamente como separados de nós que finalmente vamos nos lembrar da nossa Identidade, o Ser que é o Filho de Deus, criado como Ele Mesmo, em unidade com Ele em inocência e amor.(Ken Wapinick)

sexta-feira, 7 de junho de 2013

O Pequeno Jardim




          É apenas a consciência do corpo que faz o amor parecer limitado. Pois o corpo é um limite para o amor. A crença no amor limitado foi a sua origem e ele foi feito para limitar o ilimitado. Não penses que isso é apenas alegórico, pois ele foi feito para limitar a ti. E possível que tu, que te vês dentro de um corpo, conheças a ti mesmo como uma ideia  Tudo o que reconheces identificas com coisas externas, algo fora de ti. Não podes sequer pensar em Deus sem um corpo ou alguma forma que pensas reconhecer.

          O amor não conhece corpos e alcança todas as coisas criadas como ele próprio. Sua total falta de limites é o seu significado. Ele é completamente imparcial no que dá, abrangendo apenas para preservar e manter completo aquilo que quer dar. No teu reino diminuto tu tens tão pouco! Nesse caso, não deveria ser para lá que deverias chamar o amor para que ele entre? Olha para o deserto —seco e improdutivo, alquebrado e sem alegria — que compõe o teu pequeno reino. E reconhece a vida e a alegria que o amor traria a ele do lugar de onde vem e para onde retornaria contigo.

        O Pensamento de Deus cerca o teu pequeno reino, aguardando na barreira que tu construíste para vir para dentro e brilhar sobre a terra estéril. Vê como a vida brota em toda parte! O deserto vem a ser um jardim, verde e profundo e quieto, oferecendo descanso àqueles que per-deram o seu caminho e vagam no pó. Dá-lhes um local de refúgio, preparado pelo amor para eles onde antes havia um deserto. E cada um a quem dás boas-vindas trará amor com ele do Céu para ti. Eles entram um por um nesse lugar santo, mas não partirão como vieram, sozinhos. O amor que trouxeram consigo ficará com eles, assim como ficará contigo. E sob a sua beneficência, o teu pequeno jardim se expandirá e alcançará a todos os que tem sede da água viva, mas estão por demais cansados para seguirem adiante sozinhos.

          Sai e acha-os, pois trazem consigo o teu Ser. E conduze-os gentilmente ao teu jardim de quietude e lá recebe a sua benção. Assim ele crescerá e se espalhará através do deserto, sem deixar nem sequer um pequeno reino isolado, trancado para o amor, contigo lá dentro. E reconhecerás a ti mesmo e verás o teu pequeno jardim gentilmente transformado no Reino do Céu com todo o amor do seu Criador brilhando sobre ele.

          O instante santo é o teu convite para que o amor entre em teu reino desolado e sem alegria e o transforme em um jardim de paz e boas-vindas. A resposta do amor é inevitável. Ela virá porque tu vieste sem o corpo e não interpuseste nenhuma barreira que interferisse com a sua vinda alegre. No instante santo, só pedes ao amor o que ele oferece a todas as pessoas, nem mais nem menos. Pedindo tudo, tu o receberás. E o teu Ser resplandecente elevará o aspecto diminuto que tentaste ocultar do Céu diretamente para o Céu. Nenhuma parte do amor chama pelo todo em vão. Nenhum Filho de Deus permanece fora da Sua Paternidade.
( UCEM - Cap. 18)

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Paz

Que a paz esteja comigo, o Filho santo de Deus.
Que a paz esteja com meu irmão, que é um comigo.
 Que o mundo todo seja abençoado pela paz através de nós.

Pai, é a Tua paz que quero dar, recebendo-a de Ti.
 Sou o Teu Filho, para sempre tal como me criaste, pois os Grandes Raios permanecem eternamente quietos e imperturbados dentro de mim. 
Quero alcançá-Los no silêncio e na certeza, pois em nenhum outro lugar pode a certeza ser achada. 
Que a paz esteja comigo e com o mundo todo. Na santidade fomos criados e na santidade permanecemos. 
O Teu Filho é como Tu em perfeita impecabilidade. 
E com esse pensamento alegremente dizemos "Amém".
(Lição 360-UCEM)

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

QUAL É A NATUREZA DA REALIDADE?



A realidade, tal como é definida em Um curso em Milagres não é um reino físico, uma dimensão ou experiência, uma vez que a realidade tal como foi criada por Deus, e tal como Deus, é informe, imutável, eterna, amor infinito, ilimitada e unificada perfeição - uma unidade não-dualista.
 
No Curso, realidade é sinônimo de Céu pelo que, obviamente, jamais se pode relacionar, seja como for, com o universo da forma a que o mundo dá o nome de realidade.
Por ser imutável, a verdadeira realidade é permanente e fixa e, portanto, qualquer pensamento de separação - o qual é mutável - é impossível e, por conseguinte, jamais pode ocorrer.
 Em Um curso em Milagres, realidade também é sinônimo de conhecimento, o estado de ser que é o Céu.
(Kenneth Wapnick)

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Arquivos Um Curso Em Milagres

O que é Milagre?

A mudança de idéia que modifica a nossa percepção do mundo do ego de pecado, culpa e medo e nos leva ao mundo do perdão do Espírito Santo; 
inverte a projeção ao devolver à mente a sua função causativa, o qual nos permite escolher de novo; 
transcende as leis deste mundo para refletir as leis de Deus;
logra-se ao unir-nos com o Espírito Santo ou Jesus, e é o meio para curar a nossa própria mente e
a mente de outros.


sexta-feira, 25 de maio de 2012

UCEM T-18.III.3. A verdade tem corrido ao teu encontro desde que a chamaste.  Se conhecesses Quem caminha a teu lado no caminho que escolheste, o medo seria impossível.  Não conheces porque a jornada para a escuridão foi longa e cruel e entraste profundamente nela.  Um leve piscar dos teus olhos, há tanto tempo fechados, ainda não foi suficiente para te dar confiança em ti mesmo, há tanto desprezado.  Vais ao encontro do amor ainda odiando-o e terrivelmente temeroso do seu julgamento sobre ti.  E não reconheces que não tens medo do amor, mas apenas do que fizeste do amor.  Estás avançando rumo ao significado ao amor e te distanciando de todas as ilusões com as quais o cercaste.  Quando recuas para a ilusão o teu medo aumenta, pois lá há poucas dúvidas de que o que pensas que ele significa é amedrontador.  No entanto, o que é isso para nós que viajamos em segurança e velozmente para longe do medo?


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O TESOURO DE DEUS


Escuta a história do filho pródigo e aprende o que é o tesouro de Deus e o teu: esse filho de um pai amoroso deixou a sua casa e pensou que tinha dissipado tudo em troca de nada de valor, embora na época não tenha compreendido essa falta de valor. Ele tinha vergonha de retornar para seu pai, porque pensava que o tinha ferido. No entanto, quando veio para casa, o pai lhe deu as boas-vindas com alegria, porque o próprio filho era o tesouro de seu pai. Ele não queria nada mais.Deus só quer Seu Filho, porque Seu Filho é Seu único tesouro.
T8.VI.4

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

ESCOLHE OUTRA VEZ


"Escolhe outra vez" ainda é sua única esperança.

A escuridão não pode ocultar as dádivas de Deus

a menos que você queira.

 

Em paz eu venho, e o incito agora

a fazer um final para o tempo

e dar um passo na eternidade comigo...

 

Segure minha mão conforme você retorna,

porque nós vamos juntos.

 

Agora, os anfitriões do céu vêm conosco,

para limpar todos os vestígios dos sonhos

e todo pensamento que repouse na nulidade.

 

Como você é caro para Deus,

Que pede apenas que você caminhe comigo

e traga Sua luz para um mundo doente,

que o medo esvaziou de amor,

vida e esperança.

 

(Helen Schucman - As Dádivas de Deus, p. 117).

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

ORAÇÃO A UM IRMÃO



Existe um fim para o pesar. O que foi feito

Será desfeito. Os brinquedos transitórios de ódio

Vão retornar ao pó. As coisas do tempo irão murchar

E se desvanecer na nulidade. A noite

Dos sonhos maus vai gentilmente se render à luz.


Todas as coisas que Deus não criou vão terminar

Como começaram, em segredo e em vergonha,

As quais, nunca tendo nascido, não podem se opor

À Vontade santa de Deus de deixar o perdão emoldurar

A face de Cristo, Que entra em Seu Nome.


Que necessidade temos de deixar o perdão vir?

Nada. Só precisamos entender que nós

E todo o mundo junto conosco somos o sumo

De toda promessa de salvação. Eu sou aquele

Que fala o Verbo de Deus, e você junto comigo.


Existe um fim para o pesar. Na Vontade de Deus

O Cristo serenamente repousa. O Filho santo de Deus

é tudo o que a criação é, pois ele ainda é

como Deus o criou. Para sempre um,

seu Verbo é imutável; quando é falado, é cumprido.


O tremeluzir de um instante permanece entre

Nós e a salvação completa. Precisamos nós fazer

Mais do que o que Deus pede? A face de Cristo é vista

E então não é vista para sempre. O pesar também

Desapareceu, e eu junto com você.


Helen Schucman (As Dádivas de Deus, p. 63).

quinta-feira, 26 de maio de 2011

MILAGRES COMO PERCEPÇÃO VERDADEIRA

Para tudo o que vejo eu dou o significado que quero. 

É meu o poder de dar significado a tudo o que vejo.

O reconhecimento desse poder me torna capaz de ver só o que existe, o que é real e inocente.

Primeiramente eu olho para as criações equivocadas e reconheço qual é o significado que tenho dado a elas para, em seguida, escolho ver a verdade.

Se nada a não ser a verdade existe, o modo de ver da mentalidade certa não pode ver nada a não ser a perfeição.

Porque sou o sonhador do sonho, tenho a liberdade de dar significado a tudo o que vejo. Nesta liberdade eu reconheço que só há uma Mente e uma só Vontade.

Quando a vontade da Filiação e a vontade do Amor são uma só, o acordo perfeito entre elas é o Céu.

Ver a verdade no outro é fazer uma oferta de amor, é oferecer milagre.

Porque aceito a inocência que há nele, ele a verá.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

A PERCEPÇÃO INOCENTE

EXPIAÇÃO SEM SACRIFÍCIO

 

A crença na escassez faz pensar que é necessário pagar para “expiar os pecados”.

MEU PAI É AMOR! Nenhum senso de necessidade é significativo diante desta verdade. MEU PAI É AMOR!

Esqueçamos pois a idéia de que é necessário o sacrifício, a perda, a dor, o sofrimento para se conseguir o “perdão dos erros cometidos”.

Como poderia o Amor retribuir o mal com o mal?

Jesus disse para sermos misericordiosos até mesmo como nosso Pai no Céu.

A misericórdia nunca exige sacrifício para que as dádivas de Deus (a extensão do Amor) sejam recebidas.

A ressurreição de Jesus estabeleceu a nossa inocência e não a crucificação.

A mente inocente (o cordeiro de Deus) tem tudo e por isso é incapaz de sacrificar qualquer coisa.

A mente inocente só pode honrar as outras mentes porque a honra é o cumprimento natural dos verdadeiramente amados para outros que são como eles.

Namastê

sábado, 26 de março de 2011

O SIGNIFICADO DO JUÍZO FINAL

O juízo final é uma cura final e não um acerto punitivo.

O objetivo do juízo final é restaurar a mentalidade certa.

Ele vem quando toda a Filiação, cada parte dela, lembrar Quem a criou. Lembrar que é uma criação do Amor e que portantor5 não há falta alguma. Nenhuma crença em necessidades pode pertencer à realidade.

NÃO PODES SUBMETER A TI MESMO AO TEU PRÓPRIO JUÍZO FINAL PORQUE TU NÃO ÉS CRIAÇÃO TUA.”

terça-feira, 22 de março de 2011

CAUSA E EFEITO

Eu estou no controle dos meus pensamentos. Esta é uma verdade que preciso reconhecer. 

Sou livre para escolher entre pensamentos milagrosos e pensamentos de medo.

Enquanto eu acreditar no medo ou no incompleto, estou acreditando no nada.

Mas posso vigiar a mente com suficiente cuidado e habituar-me ao pensamento da mente disposta ao milagre. 

Assim evito os pensamentos equivocados que têm como efeito o medo.

Se trabalho em milagres realizo plenamente o poder do pensamento e vejo expressões de amor como resultados.
 
Todas as expressões de amor são máximas.

A única Causa tem um único Efeito

O Pai e o Filho

O Amor e o Filho do Amor


segunda-feira, 7 de março de 2011

MEDO E CONFLITO

Hydrangeas

Pensamentos de medo levam a comportamentos insanos. Não é no nível do comportamento que deve ser colocada a correção, mas sim no controle dos pensamentos basedos no medo.

Eu sou responsável pelo que penso e somente neste nível posso exercitar a escolha. É só neste nível que a correção pode ser feita.

Meu comportamento é resultado do que eu penso. A minha disponibilidade em colocar meus pensametos sob a orientação de Jesus tem como resultado atos construtivos que estão em harmonia entre o querer e o fazer, entre pensamento e ação.

Apenas minha mente pode produzir medo e ela faz isso sempre que está conflitada quanto ao que quer.

O que pode o Filho do Amor querer senão estender o seu Ser? O Amor me criou como Ele mesmo, portanto, estender a felicidade é a minha vontade unida com a do meu Criador. E todas as ações vindas desta consciência são efeitos  da liberação do medo e da ausência de conflito.

Estender a felicidade é a meta unificada que harmoniza o querer e o fazer.

Só posso estar em conflito quando escolho não amar e para corrigir isso é preciso que eu reconheça que fiz esta escolha.

O único remédio para a falta de amor é o amor perfeito e o amor perfeito é a Expiação. O medo é abolido da minha mente quando aceito a Expiação para mim mesmo, pois onde há amor perfeito não há medo.

O medo leva a ações insanas que são contrárias à Vontade Unificada (Amor). Isso gera conflito e o remédio é o retorno ao amor.

O sistema de pensamento baseado na separação reforça o senso de necessidade, a culpa e o medo.

Agir insanamente é o resultado do sistema de pensamento baseado na separação.

A Vontade Unificada estende o Ser e perder a consciência do que sou resulta em medo. A origem do medo vem da crença na separação, na crença de que tenho uma vontade separada daquele que me criou como Ele mesmo.

O reconhecimento da unidade da Filiação e da Vontade unificada com o Pai, que é Amor, torna impossível qualquer senso de necessidade e, portanto, qualquer vestígio de medo.

O Amor me criou como Ele mesmo.

Eu sou como Deus me criou.

Somos Um com Aquele que é a nossa Fonte! 

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Um Curso Em Milagres - Onde havia escuridão eu contemplo a luz.wmv

A FUNÇÃO DO TRABALHADOR DE MILAGRES

As criações equivocadas da mente nos aprisionam. Elas nos colocam em um estado onde a extensão do Amor, que é a nossa essência, não é experienciada.  
Por que ter medo da liberação, por que ter medo de usar a mente para curar se as criações equivocadas na realidade não existem?

Se estou "doente" é por manter pensamentos equivocados na mente. Mas pensamentos equivocados podem ser corrigidos. A cura vem da liberação desses pensamentos. Basta entregar todos eles ao Espírito Santo e soltar todos os julgamentos e crenças de forma que Ele mostre o caminho. Assim, a mentalidade certa é restaurada em mim e no meu irmão.

"A caridade é uma maneira de perceber a perfeição no outro mesmo quando não podes percebê-la em ti mesmo."

A cura baseia-se em perceber a perfeição no outro, pois sempre que ofereces um milagre a um outro estás encurtando o sofrimento dele e o teu. Isso corrige tanto retroativa como progressivamente.

Tu podes fazer muito em favor da tua própria cura e da dos outros se, em uma situação que 
necessite de ajuda, pensares deste modo: 

Eu estou aqui só para ser verdadeiramente útil. 
Estou aqui para representar Aquele que me enviou. 
Não tenho de me preocupar com o que dizer ou o que fazer, porque Aquele que me enviou me dirigirá. 
Estou contente por estar onde quer que Ele deseje, sabendo que Ele vai comigo. 
Serei curado à medida que permitir que Ele me ensine a curar.  (T-2.V.8)

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

A CURA COMO LIBERAÇÃO DO MEDO


O poder curativo do milagre é expressado quando aceito o perdão de forma completa.
Quem faz a doença e a morte não é o corpo e sim, pensamentos baseados no medo.
Milagres curam porque negam a identificação com o corpo.
Milagres liberam o medo porque afirmam a identificação com o espírito.
Deus seja louvado, porque criou a perfeição.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

NATAL


O significado do Natal



Aprendemos ao longo de nossa vida que o nascimento de Jesus é um evento histórico que ocorreu uma única vez e que não pode se repetir.

Um Curso em Milagres vem reverter este pensamento afirmando que o Natal é um símbolo de um princípio que precisa ser ativado em nossa vida hoje, aqui e agora.

Jesus diz em Um Curso Em Milagres que esta estação do Natal é a que se celebra o nascimento da santidade no mundo. Esta é a primeira e clara definição do que é o Natal para o Curso. Reafirmando: O nascimento da Santidade no mundo, como clara referência de que este mundo, assim como o vemos, não é santo. E, por não ser santo, está distante da Presença ou da Palavra de Deus. E a única forma que há para podermos reverter as coisas é através desta "força" que o Curso denomina "Santidade". O nascimento de Jesus pode ser entendido como o nascimento desta Santidade. Mas a questão é que temos aprendido que este evento é único e que não se repete. O Curso nos ensina que este evento é e pode repetir-se em sua essência, ou seja, o nascimento da santidade em nossa vida agora mesmo.

Jesus nos diz que Cristo nasce agora, sem passado nem futuro e que Cristo vem dar a bênção do presente ao mundo. Só no agora é que podemos ter a consciência da presença de Cristo em nós, do Amor que é a nossa essência. O perdão completo que oferecemos ao mundo e a nós mesmos é que torna possível atingirmos esta consciência. O único momento que existe para mudar a percepção é o agora, é o presente. E todos nós temos sido indiferentes para com este agora.

Nossos pensamentos passados têm se mantido de forma que se repetem no futuro e, assim, pensamos que agora não podemos fazer absolutamente nada para mudar qualquer situação e nos tornamos vítimas deste pensamento equivocado. Precisamos acreditar que o perdão é a chave da felicidade.

Jesus nos ensina que agora é onde o passado deixa de interferir no futuro e um novo futuro se apresenta. Assim deixamos de trazer nossas experiências passadas como indicadoras de situações futuras.

É fundamental entender que Cristo nasce aqui para derramar suas bençãos no mundo. Estas bençãos são as que revertem a forma como as coisas acontecem e as restauram ao amor. O significado das bençãos está na restauração das coisas do Amor para o Amor.

Jesus diz que o símbolo do Natal é um estrela, uma luz na escuridão. E diz também: não a vejas como algo fora de ti, mas como algo que brilha no céu interno. É uma força que está dentro de nós. E a única coisa que necessitamos para colocá-la em ação é da nossa vontade. Esta força é a que põe fim ao mundo tal qual o vemos agora. E faz nascer um mundo que celebra a paz.

Ao falar do nascimento de Jesus, ou de Cristo, ou da Santidade, ou do perdão (são palavras relacionadas), simplesmente estamos fazendo referência a um princípio que transcende estas palavras. É a representação de uma Força neste mundo que é oposta à força que governa este mundo.

Para permitir que uma lição diferente coloque tudo numa perspectiva correta, necessitamos de algo que dentro de nós, há anos espera para nascer.


Está em teu poder tornar santa essa estação, pois está em teu poder fazer com que o tempo de Cristo seja agora. É possível fazer isso tudo imediatamente, pois não existe senão um deslocamento de percepção que é necessário, já que cometeste apenas um equívoco. Parecem muitos, mas todos são o mesmo. Pois embora o ego tome muitas formas, é sempre a mesma idéia. O que não é amor, é sempre medo e nada mais.

Não deixes nada escurecer a alegria do Natal, pois o tempo de Cristo não tem significado à margem da alegria. Vamos nos unir na celebração da paz, oferecendo o Amor que Jesus nos oferece. O que pode trazer mais alegria do que perceber que não estamos privados de nada?

Assim começará o ano em alegria e liberdade. Há muito a fazer e nós temos estado muito atrasados. Aceita a santidade enquanto esse ano nasce e toma o teu lugar, por tanto tempo vago, no Grande Despertar. Faze com que esse ano seja diferente fazendo com que tudo seja o mesmo amor. E permite que todos os teus relacionamentos sejam santificados para ti. Essa é a nossa vontade. Amém.



texto baseado em entrevista de Patrícia Besada para radio milagros en red 

domingo, 12 de dezembro de 2010

O ALTAR DE DEUS


A luz interior brilha no altar onde o Pai e o Filho são Um.
É no altar interior que a expiação é aceita e a santidade, minha e do meu irmão, é reconhecida.
Graças te dou meu Pai porque todas as pessoas reconhecerão que há um outro caminho, e assim, a expiação entrará e será aceita.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A EXPIAÇÃO COMO DEFESA

Nada que não venha de Deus tem a capacidade de me afetar.

Nada tem o poder de me ferir.

O que eu tenho valorizado que contraria este pensamento?

Quais são os meus medos?

Por que ter medo de não ser bom o bastante ou de ser rejeitado ou pouco valorizado, se o próprio Deus habita em mim?

Deus é o meu sustento. Ele é a minha Causa e eu sou seu efeito.

Eu sou como Deus me criou. Este pensamento me protege.

Nenhum erro tem o poder de abalar a paz.

Desfazer erros e não investir no medo são condições que me trarão a consciência de que estou em segurança.

Quais são os meus tesouros e quanto eu os tenho valorizado?

O que tenho medo de perder quando é impossível perder o que é real?

A expiação vem para desfazer cada um dos pensamentos equivocados sobre a minha identidade.

Ela desfaz os erros passados construindo a ponte de retorno à Realidade.

domingo, 31 de outubro de 2010

A SEPARAÇÃO E A EXPIAÇÃO


A ORIGEM DA SEPARAÇÃO

Que o Espírito Santo permaneça comigo para me trazer à consciência de que sou pura e simplesmente uma extensão do Amor.
A dádiva da perfeição é para mim. O que tenho e sou é imutável pois esta dádiva é de Deus.
O livre arbítrio existe para me dar alegria e criar o que é perfeito. Assim escolho a alegria de Deus ao invés da dor.
Ter consciência da minha perfeição elimina todo medo.
Quero o milagre de acreditar apenas na Verdade.
Que cada dia e cada instante de cada dia seja dedicado ao reconhecimento de quem sou. E eu não sou um corpo. Eu sou livre.
Estar em paz significa que sou intocável por qualquer expressão de falta de amor.
Que eu esteja em paz.
Aceitar milagres é reconhecer a minha plenitude.
A felicidade e a cura são encontradas na extensão da luz interna, do amor, e não da busca de amor externo.
Estender amor significa estar pleno dele.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

TU REALIDAD INMORTAL - Gary R. Renard (2 de 2)

TU REALIDAD INMORTAL - Gary R. Renard (1 de 2)

DISTORÇÕES DOS IMPULSOS PARA O MILAGRE


Escolher com o Espírito Santo é perceber corretamente. Só assim estarei disposta aos impulsos para os milagres.

Impulsos milagrosos trazem paz, pois fazem a Vontade de Deus.

Se a minha Identidade é o Amor, tudo o que crio tem que ser bom, belo e santo.

O que é bom, belo e santo? É o que dá felicidade perfeita, pois esta é a minha vontade e a de Deus.

sábado, 23 de outubro de 2010

A ILUSÃO DAS NECESSIDADES

Quando eu me perdoar completamente, a consciência da verdade sobre a minha identidade se tornará tão evidente que nenhum senso de privação ou necessidade entrará em minha mente. O que é perfeito tudo tem.

A única necessidade que tenho agora é a de desfazer a idéia da separação.

Deus, o Amor, é a minha Fonte. Essa Fonte é absolutamente constante. E sentir o Amor, que é Deus, dentro de mim elimina qualquer senso de necessidade.

O que pode me faltar se sou Um com aquele que tudo dá?
Necessidades geram medo. Medo de que as necessidades não sejam supridas.

Saber que só o Amor existe é ser livre de qualquer necessidade e, portanto, de qualquer limite.

Sem necessidades e sem limites não há medo.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

INTEGRIDADE E ESPÍRITO

Um canal de expressão sem amor sempre acontece quando acredito que estou num estado de privação ou quando acredito na imagem que fiz de mim.
Um canal de expressão milagrosa traz todos para mais perto do reconhecimento de que o Pai e o Filho são UM.
Uma expressão de amor ensina a unidade e isso traz abundância.
Minhas justificativas para o ataque não me permitirão fazer para o meu irmão o que eu gostaria que ele me fizesse.
Pensamentos ilusórios são raízes superficiais que não tem sustentação.
Pensamentos de integridade expressam que sou Espírito.